AEPortugal

Associação Empresarial de Portugal

Domingo, 19 de Novembro de 2017.Visitante

Login Pedido de Informação Imprimir

 

 

AEPortugal

Informação Económica

Formação

 

AEP Projetos

 

Feiras

Internacionalização

Enterprise Europe Network

Qualidade

Ambiente e Energia

S S T

Sistemas de Incentivos

Jurídico

AEPortugal

AEP

Apresentação

Breve Historial

Estatutos

Orgãos Sociais 2017 - 2020

Organograma

CSA  -  Conselho Superior
 Associativo

Intervenções Institucionais

Inscrição em Eventos

Biblioteca AEP On-line

Newsletters AEP

Subscrever Newsletters AEP

Publicações AEP

Recursos Humanos

AEPortugal

SÓCIOS

Admissão

Actualização de Dados

548.000 Maiores Empresas

Económico Digital

CONTACTOS

AEPortugal

FUNDAÇÃO AEP

APCER

CESAE
Católica Porto Business  School
Exponor
Exponor - Brasil
Formação PME
IDIT
Parque - Invest
 
 

 

 

   

 

     Logo facebook

 

 

A E Portugal : notícias
 

notícias - Fundação AEP

II Jornadas AEP/Serralves debatem re-industrialização

 

Dia 18 de Outubro de 2011 – 9H00/17H45 - Auditório da Fundação de Serralves


Empresários, gestores e académicos desafiados a responder à pergunta “Que indústria em Portugal?”


Mais de uma vintena de empresários, gestores e académicos vão intervir nas II Jornadas AEP/Serralves, a realizar no próximo dia 18 de Outubro, durante todo o dia, no Auditório da Fundação de Serralves, no Porto.

O tema desta iniciativa conjunta das fundações AEP e de Serralves não podia ser mais actual: “A re-industrialização do país”. Por isso, serão dois empresários portugueses com uma carreira sólida construída na indústria a fazer as intervenções de abertura e de encerramento. Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, fará o discurso com que se iniciarão os trabalhos, às 9H30, enquanto o chairman da Sonae, Belmiro de Azevedo, fará a intervenção que marcará o fecho das jornadas.

Na sessão de abertura, falarão ainda os presidentes das duas instituições promotoras: Paulo Nunes de Almeida, da Fundação AEP, e Luís Braga da Cruz, da Fundação de Serralves.

Na primeira sessão de trabalho, moderada pelo administrador da Fundação AEP Luís Valente de Oliveira, dois professores universitários caracterizarão a indústria no nosso país e na Europa nas últimas décadas. Jorge Fernandes Alves centrará a sua intervenção em “A indústria em Portugal ao longo do tempo”, cabendo a Augusto Mateus avançar com um olhar sobre “A indústria na União Europeia – a sua evolução recente”.

A segunda sessão terá moderação de José Carlos Caldeira, especialista em inovação e administrador executivo do Produtech – Pólo das Tecnologias de Produção. Intervirão aqui os dois únicos oradores estrangeiros que a organização convidou: Folker Franz, director para os assuntos industriais da Business Europe, que apresentará as suas “Perspectivas para a indústria europeia”, enquanto Massimo Matttucci, presidente da EFFRA - European Factories of the Future Research Association, falará sobre as “Fábricas do futuro – desafios e tendências”.

A partir das 14H00, haverá um painel e uma mesa redonda em que se vai procurar responder à pergunta “Que indústria em Portugal?”.

No painel, com moderação de Augusto Barata da Rocha, presidente do Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial, serão apresentados cinco exemplos de “Fábricas com futuro”. Serão intervenientes José Manuel Fernandes, presidente da Frezite, que dissertará sobre “Produção customizada e de proximidade”; João Paulo Pinto, da SONAE Indústria, falará sobre “Fábricas verdes”; Joaquim Menezes, presidente do grupo Iberomoldes, apresentará a sua visão das “Indústrias intensivas em engenharia de manufacturação”; Pedro Martins Pereira, fundador e gerente da empresa de mobiliário urbano Larus, a quem caberá falar sobre “Indústrias intensivas em criatividade”; e, por último, Gustavo Dias, presidente da Critical Materials, identificará os participantes com as “Indústrias de materiais”.

Segue-se, a partir das 16H00, uma mesa redonda, com moderação do presidente do INESC Porto, José Manuel Mendonça, em que o foco das atenções se desviará para cinco sectores em que a indústria e o conhecimento portugueses têm marcado pontos a nível internacional. Com intervenções estribadas na sua própria experiência, ouvir-se-ão André Albuquerque (“Nanotecnologias”), Purificação Tavares (“Biotecnologias”), Isabel Furtado (“Indústrias Têxteis”), Aníbal Matos (“Mar”) e Rui Lousa (“Opto-electrónica e micro-electrónica”).

As II Jornadas AEP/Serralves terminarão com uma sessão em que usarão da palavra o presidente da Associação Empresarial de Portugal, José António Barros, e o chairman da Soane, Belmiro de Azevedo, a quem caberá fazer o discurso de encerramento.

A participação no encontro é apenas assegurada a convidados. Eventuais interessados podem solicitar mais informações para:

- Fundação AEP
Cristina Guerra
Tel.: 22 615 85 10 ou através do E-mail.


A E Portugal : Informação de Rodapé

Design por: www.designarte.pt

Desenvolvido por CESAE: www.cesae.pt

Webmaster: dti@mail.cesae.pt