AEPortugal

Associação Empresarial de Portugal

Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018.Visitante

Login Pedido de Informação Imprimir

 

 

AEPortugal

Informação Económica

Formação

 

AEP Projetos

 

Feiras

Internacionalização

Enterprise Europe Network

Qualidade

Ambiente e Energia

S S T

Sistemas de Incentivos

Jurídico

AEPortugal

AEP

Apresentação

Breve Historial

Estatutos

Orgãos Sociais 2017 - 2020

Organograma

CSA  -  Conselho Superior
 Associativo

Inscrição em Eventos

Biblioteca AEP On-line

Newsletters AEP

Subscrever Newsletters AEP

Publicações AEP

Recursos Humanos

AEPortugal

SÓCIOS

Admissão

Actualização de Dados

548.000 Maiores Empresas

Económico Digital

CONTACTOS

AEPortugal

FUNDAÇÃO AEP

APCER

CESAE
Católica Porto Business  School
Exponor
Exponor - Brasil
Formação PME
IDIT
Parque - Invest
 
 

 

 

   

 

     Logo facebook

 

 

A E Portugal : notícias
 

notícias - Eventos Culturais

Peça «Zoo»

 

De 20 a 22 de junho de 2013


Victor Hugo Pontes chega ao palco do TNSJ num momento particularmente exaltante do seu percurso artístico. Para trás ficaram, no curto espaço de um ano, A Ballet Story, A Strange Land e Fuga sem Fim, com especial destaque para o primeiro, que os jornais Público e Expresso consideraram o melhor espetáculo de dança de 2012. Reconhecimento crítico que sinaliza a vitalidade de um criador para quem as artes plásticas, o cinema, o teatro e a dança se assumem enquanto territórios de transferência. Nesta sua nova criação, Victor Hugo Pontes parte de “Why Look at Animals?”, texto originalmente publicado pelo ensaísta britânico John Berger em About Looking (1980), onde reflete sobre a relação ancestral entre animais e humanos, esse “companheirismo inominável” em regime de mutação nas sociedades contemporâneas, uma vez que as criaturas enjauladas em jardins zoológicos acabam por tornar-se “monumentos vivos ao seu próprio desaparecimento cultural”. Zoo interessa-se por este processo e transforma-o em matéria teatral, estruturando-se em torno de pares ora dicotómicos, ora complementares: homem e animal, observador e observado, público e cena. Perdida a relação com a natureza, resta a esperança de nos religarmos ao mundo através da experiência da beleza num ambiente de assumida artificialidade? Zoo é um paradoxo em estado de observação.

- Preço dos Bilhetes:
. Plateia e tribuna - € 16,00
. Balcão e Frisas - € 12,00
. Balcão e Camarotes 1.ª Ordem*: € 10,00
. 3.º Balcão e Camarotes 2.ª Ordem* : € 7,50

* Frisas e Camarotes só são vendidos a grupos de duas pessoas

Os Associados da AEP e detentores de cartões AEP Plus beneficiam de condições especiais na aquisição de bilhetes.

Para mais informações, contactar:
Teatro Nacional São João
Relações Públicas
Tel. 22 340 19 56 ou através do


A E Portugal : Informação de Rodapé

Design por: www.designarte.pt

Desenvolvido por CESAE: www.cesae.pt

Webmaster: dti@mail.cesae.pt