AEPortugal

Associação Empresarial de Portugal

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018.Visitante

Login Pedido de Informação Imprimir

 

 

AEPortugal

Informação Económica

Formação

 

AEP Projetos

 

Feiras

Internacionalização

Enterprise Europe Network

Qualidade

Ambiente e Energia

S S T

Sistemas de Incentivos

Jurídico

AEPortugal

AEP

Apresentação

Breve Historial

Estatutos

Orgãos Sociais 2017 - 2020

Organograma

CSA  -  Conselho Superior
 Associativo

Inscrição em Eventos

Biblioteca AEP On-line

Newsletters AEP

Subscrever Newsletters AEP

Publicações AEP

Recursos Humanos

AEPortugal

SÓCIOS

Admissão

Actualização de Dados

548.000 Maiores Empresas

Económico Digital

CONTACTOS

AEPortugal

FUNDAÇÃO AEP

APCER

CESAE
Católica Porto Business  School
Exponor
Exponor - Brasil
Formação PME
IDIT
Parque - Invest
 
 

 

 

   

 

     Logo facebook

 

 

A E Portugal : notícias
 

notícias - notícias em destaque

Export Home mostra bom momento da indústria portuguesa de mobiliário

 

Entre 4 e 7 de março, a Exponor será a montra de um sector que em 2014 exportou mais de 54% da produção. Uma centena de empresas confirmarão que estão no mercado global com o orgulho de ser português.


Para o mercado global com o orgulho de ser português. É desta forma que se apresenta a edição de 2015 da maior feira de homeware que se realiza em Portugal, a Export Home - Mobiliário, Iluminação e Decoração. Durante quatro dias, entre 4 e 7 de março, o parque de feiras da Exponor, em Leça da Palmeira, Matosinhos, voltará a ser a grande montra do sector, colocando em contacto os principais fabricantes portugueses com prescritores e compradores oriundos de todo o mundo. Para tanto, a organização volta a apostar no programa “International Buyers”, com o qual tem feito aumentar o número de visitantes estrangeiros.

Mas, para a captação do interesse desses profissionais, os responsáveis do braço operacional da AEP - Associação Empresarial de Portugal para as feiras e congressos têm mais argumentos: a crescente aceitação do mobiliário e do design portugueses no mercado internacional e o crescimento da quota exportadora da nossa indústria.

Esse bom momento económico e o facto de a oferta portuguesa hoje acompanhar as tendências mais cosmopolitas do mercado mundial deixam antever uma Export Home ao nível de outros tempos. Quem o antecipa é António Proença, diretor da feira: “Ao cabo de 26 anos de existência, a Export Home assume-se como uma mostra de tendências, alinhada com os desafios da internacionalização que a indústria e as marcas portuguesas estão a superar. Continua a ser um veículo importante na promoção da nossa fileira casa e na afirmação das suas competências exportadoras”.

Com efeito, a indústria portuguesa de mobiliário, colchoaria, iluminação e artigos para o lar assegura hoje cerca de 56 mil postos de trabalho. Segundo os indicadores oficiais mais recentes, ainda há dias referidos pelo presidente da AICEP, Miguel Frasquilho, apresenta um volume de negócios agregado da ordem dos 2,4 mil milhões de euros, - mais de 54% dos quais (1,388 mil milhões) provenientes das vendas ao estrangeiro no ano passado, de acordo com os últimos dados do INE referentes ao comércio internacional. Isto é: as exportações portuguesas de mobiliário tiveram um incremento de 13% de 2013 para 2014, o que faz com que o peso da fileira atinja os 4,7% no total das exportações nacionais. França, com 361,9 milhões de euros de vendas, Espanha (360,3 milhões) e Angola (142,3 milhões) foram os principais mercados de destino.

O Reino Unido, com um crescimento superior a 151%, ocupava o quinto lugar do ranking exportador do sector no final do ano passado, com 74 milhões de euros.

Apesar de as importações também terem aumentado (mais 16% relativamente a 2013), o saldo da balança comercial sectorial continua a ser superavitário em 806 milhões de euros, o que se traduz numa taxa de cobertura das exportações pelas importações de 238%.

Na base deste sucesso português além-fronteiras está o know-how das nossas empresas, a elevada qualidade dos seus produtos, a versatilidade de estilos, a incorporação de modernas tecnologias de produção, a notória evolução do design e a criteriosa seleção de matérias-primas.

Com uma centena de expositores, a Export Home terá, este ano, uma programação mais comprometida com a identidade portuguesa e a nossa tradição gastronómica e cultural. Para além de negócios, expositores e visitantes vão poder partilhar os espaços ‘Bizzness’, propício ao conhecimento informal e à interação profissional; ‘Skape/Culture & Lifestyle’, zona de fruição cultural; ‘Portugal Taste’, orientado para a harmonização entre negócios e gastronomia, pela degustação de algumas das melhores iguarias portuguesas; e ‘Eat & Drink’, a área de alimentação da feira por excelência. Está igualmente previsto um sector para a apresentação de inovações e de criações indutoras de tendências, o espaço Concept.zone.

Para mais informações, consulte o Site da Export Home.




A E Portugal : Informação de Rodapé

Design por: www.designarte.pt

Desenvolvido por CESAE: www.cesae.pt

Webmaster: dti@mail.cesae.pt